Portal do Governo Brasileiro

Evento História Viva

Evento do Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo

Apresentação do projeto de pesquisa O Legado Teórico de Waldisa Rússio Camargo Guarnieri
Pesquisadora responsável: Viviane Sarraf
Pesquisadora associada: Cristina Bruno
Bolsista Treinamento Técnico: Léa Blezer
Bolsista Iniciação Científica: Sophia de Oliveira Novaes

Conteúdo: Relato da biografia de Waldisa Rússio Camargo Guarnieri, por Viviane Sarraf e Léa Blezer, com ênfase na atuação profissional e contribuições conceituais para a Museologia e a Preservação de Patrimônio.

Data: 23/03/2018
Horário: das 14:30 às 17:00 h
Local: Arquivo do IEB-USP – Espaço Brasiliana

Avenida Professor Luciano Gualberto, 78, Cidade Universitária, São Paulo, SP – Sala 47

Pós-Graduação em Museologia/USP

PROCESSO SELETIVO 2018

Estarão abertas, no período de 01 a 20 de março de 2018, as inscrições para processo seletivo visando o preenchimento de até 20 vagas no curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação Interunidades em Museologia/USP, turma a ser iniciada no 2º semestre de 2018.

Informações

http://sites.usp.br/ppgmus/

Inscrições

Serviço de Pós-Graduação do Museu de Arqueologia e Etnologia/USP

– de segunda a sexta-feira, das 9 às 12 h e das 14 às 17 h

Prêmio nacional a museóloga

A museóloga Karina Muniz Viana (COREM 4R 292 II) foi premiada pela Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Ciência da Informação – Ancib por pesquisa sobre museologia e conectividade.

O trabalho “O fenômeno gatekeeper – museologia, compartilhamento e conectividade híbrida na sociedade global”, defendido em 2016, foi avaliado como a melhor dissertação de mestrado em Ciência da Informação no Brasil pelo prêmio Ancib de Teses e Dissertações de 2017, para o qual concorrem todas as universidades federais.

Karina obteve o título de mestre em museologia e patrimônio no Programa de Pós-graduação em Museologia e Patrimônio da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UNIRIO, sob orientação de Tereza Cristina Scheiner, museóloga e doutora em comunicação.

O conceito de gatekeeper trata da escolha das informações transmitidas a um público. Na pesquisa, o termo é usado para se referir aos diferentes filtros que um museu aplica antes de expor coleções aos visitantes. Ao lado disso, o trabalho analisou o compartilhamento de imagens de objetos de museu na internet e a produção de novas interpretações pelos usuários das redes sociais.

Nos dias 23 e 24 de novembro de 2017, no Rio de Janeiro, a pesquisadora apresentará a dissertação premiada no 2º Seminário Tecnologia e Cultura – Humanidades digitais e competência em informação na Fundação Casa de Rui Barbosa.

Eleição 2017

– 4 vagas para conselheiros do COREM 4R
– 3 vagas para conselheiros do COFEM
– mandatos de 3 anos (de janeiro/2018 a dezembro/2020)

Calendário Eleitoral 2017
– de 12 a 31/10/2017 – recebimento de candidaturas
– até 07/11/2017 – comunicação de deferimento ou indeferimento aos candidatos
– 10/11/2017 – data limite para recebimento de recursos
– 14/11/2017 – data limite para julgamento e comunicação de recursos
– de 16 a 21/11/2017 – divulgação dos nomes dos candidatos
– 24/11/2017 – data limite para convocação de eleição
– de 25 a 29/11/2017 – período eleitoral (voto por via postal ou e-mail)
– 30/11/2017 – apuração de votos (Comissão de Ética Profissional e Fiscalização)
– 01/12/2017 – divulgação de resultados

Requisitos para candidatura (resumo)
– ser cidadão brasileiro
– estar em pleno gozo de direitos profissionais e civis
– possuir registro no COREM há mais de um ano
– exercer atividade profissional na Região em que está inscrito
– dados de identificação
– curriculum vitae –  uma lauda, no máximo, contendo informações sobre graduação ou pós-graduação em Museologia, participação no sistema COFEM/COREMs, atividades atuais, instituição de trabalho, entre outras

38a. Assembleia Geral Ordinária
– 02/12/2017 – das 10 às 13 h –  posse dos novos conselheiros

Local
Casa das Rosas
Av. Paulista, 37 – Bela Vista – São Paulo – SP

2018
– 15/01/2018 – escolha da nova diretoria do COREM 4R

Nota de Repúdio

Nota de Repúdio
01 de outubro de 2017

O Conselho Regional de Museologia – 4R declara profundo repúdio às tentativas de censura de exposições de arte contemporânea no Brasil.

Ressaltamos os princípios fundamentais expressados no Estatuto de Museus (Lei 11.904), tais como, o “respeito a valorização da dignidade humana” e a “universalidade do acesso, o respeito e a valorização à diversidade cultural”. Destacamos que os museus são espaços democráticos, de diálogo, de reflexão social, e estão a “serviço da sociedade e do seu desenvolvimento”.

Enfatizamos que a arte tem também como função causar polêmicas e reflexões na sociedade, sem que isso seja razão para violências a pessoas e a instituições que a abrigam.

Destacamos que o respeito às expressões artísticas são fundamentais em um estado democrático.

Lembramos que nossa profissão perpassa a liberdade de expressão e, respeitados os princípios dos direitos humanos e a legislação pertinente, não vemos como passíveis de censura as produções artísticas mesmo que cercadas de polêmicas.

Por fim, o COREM 4R solidariza-se com os funcionários e o público do Museu de Arte Moderna de SP, que foram agredidos verbalmente e fisicamente nesta semana passada.

Conselho Regional de Museologia – 4a. Região

Tony Willian Boita
Presidente COREM 4R
Museólogo
COREM 4R 213 I